Home  | Notícias  | Expediente 

16 de Maio de 2018 - 09:54

TJ descarta latrocínio e assassino de Mayara será julgado no Tribunal do Júri




 
Assassino confesso da musicista Mayara Amaral, Luis Alberto Bastos Barbosa será julgado por homicídio pelo Tribunal do Júri de Campo Grande. A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (15), por unanimidade, pela 1ª Câmara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), rejeitando a tese do Ministério Público Estadual de que ele deveria responder por latrocínio –roubo seguido de morte, cuja pena é maior.

“É como se o processo estivesse nascendo de novo”, comparou o advogado Conrado de Sousa Passos, defensor de Luis Alberto. Segundo ele, os desembargadores acataram argumentos da defesa, deixando o Tribunal do Júri responsável por julgar o caso. “Como um jeito pratica um homicídio e vai ser julgado por roubo seguido de morte?”, questionou ele.

Nesta terça, a Câmara Criminal julgou dois processos sobre o caso: um conflito de competência sobre a Vara responsável por analisar o caso e um recurso do MPMS, no qual se pleiteava enquadrar Luis no crime de latrocínio –que prevê pena de até 30 anos de prisão, ante os 20 estipulados no homicídio. “Essa era uma das preocupações da defesa”, reconheceu Passos, segundo quem a análise na 4ª Vara Criminal da Capital, na qual o juiz Wilton Corrêa havia afastado a ocorrência de latrocínio, pesou na decisão.

Corrêa, com tal avaliação, remeteu o caso para a 2ª Vara do Tribunal do Júri, onde o juiz Aluísio Pereira dos Santos manteve a interpretação do inquérito policial de que houve latrocínio –Mayara teria sido morta para ter pertences roubados, segundo a Polícia Civil. O advogado destacou que Luis confessou o assassinato. “Houve uma discussão monumental no motel que resultou na morta da moça”, disse, reiterando a tese da defesa.

Reinício – Conrado Passos avalia que, agora, a ação penal deverá ser reiniciada, inclusive com uma nova denúncia da Promotoria de Justiça “para que o juiz realize as audiências, receba a denúncia e faça a instrução do processo”. O advogado afirma que a Procuradoria-Geral de Justiça também deve designar um novo promotor para o caso. “Zera tudo, vai começar tudo de novo”.

Ainda segundo a defesa, o próximo passo será discutir com Luís estratégias que garantam sua soltura. “Ele está há muito tempo preso irregularmente, há excesso de prazo por conta da discussão da acusação. Tenho para mim que cabe liberdade”, destacou.

Mayara foi morta em 25 de julho de 2017 em um motel de Campo Grande a golpes de martelo.Seu corpo, carbonizado, foi abandonado em uma estrada vicinal na região do Inferninho, na saída para Rochedo.

Luís foi preso dois dias depois do crime com vários objetos roubados da vítima, como um notebook, telefone celular e instrumentos musicais. O VW Gol de Mayara teria sido negociado por ele por R$ 1 mil. Dois suspeitos chegaram a ser presos, mas foram inocentados pelo réu, que assumiu a autoria –motivada, segundo Luís, pela combinação de uso de drogas e um acesso de raiva.

Campo Grande News


principal  |  imprimir

Plantão

.
20/08/2018 - 17:13  Kings Pub terá show nacional com MC Tota nesta sexta-feira
20/08/2018 - 16:57  Prefeitura diz que procura por vacina contra o sarampo e pólio continua baixa
20/08/2018 - 16:41  Estágio atual de obras já mostra estrutura da “nova” Escola Porfíria
20/08/2018 - 09:28  Em entrevista ao vivo, Rogério de Menezes fala sobre a Expo Sidrolândia
20/08/2018 - 00:41  Sanesul anuncia interrupção no fornecimento de água para toda a cidade
20/08/2018 - 00:25  Frio e chuva são esperados para começo da semana em todo o Estado
20/08/2018 - 00:03  Veja relação e o número de vagas em cada cargo para concurso da prefeitura de Maracaju
19/08/2018 - 23:27  Com contas reprovadas no TCU e TCE, Celso Vargas pode ficar inelegível
19/08/2018 - 22:27  Gerson Claro inaugura comitê de campanha e apresenta forte militância
19/08/2018 - 11:15  Durante abordagem do DOF, dupla é presa com mais de 100 kg de maconha
19/08/2018 - 10:16  Veja como foi a primeira edição do programa Desafio Top 90
18/08/2018 - 16:11  Polícia Civil prende segundo envolvido em roubo seguido de morte em assentamento
17/08/2018 - 20:52  Parte de guincho abre e caminhão arrasta veículo no Centro da cidade
17/08/2018 - 13:20  Veja como foi o Rota Social na abertura da casa de eventos "Dama"
17/08/2018 - 06:47  Preso em Sidrolândia, acusado de estuprar enteada durante seis anos diz estar arrependido
17/08/2018 - 06:34  Circuito Agro Banco do Brasil terá grande oferta de linhas de crédito
17/08/2018 - 06:29  Maurílio recebe prefeita de Antônio João para falar sobre gestão pública
17/08/2018 - 06:19  PRF, Prefeitura e Detran/MS realizaram o 9º Fetran 2018 em Sidrolândia
16/08/2018 - 18:34  Prefeito decreta Luto e suspende aulas em razão do falecimento de servidor
16/08/2018 - 16:54  Novo delegado irá reabrir casos antigos e destaca ótimo trabalho do SIG
 
 











 
 
 



Contato:(067) 3272-3547
Email: jornalnoticidade@hotmail.com
© 2018 MD-webmarketing - Todos os direitos reservados