Home  | Notícias  | Expediente 

07 de Maio de 2018 - 09:59

Empresa de energia é condenada a indenizar família em R$ 2 milhões




 
Uma concessionária de energia foi condenada a pagar uma indenização de mais de R$ 2 milhões à família de um engenheiro agrônomo que foi eletrocutado por um cabo de alta tensão solto em uma fazenda. Além da indenização, a família receberá pensão mensal até o ano em que o homem completaria 75 anos.

O caso aconteceu em 2014, quando um poste de energia na zona rural de São Gabriel do Oeste se deslocou e o cabo de alta tensão se soltou. Os moradores comunicaram a concessionária de energia, que não apareceu para fazer os reparos e deixou os consumidores por três dias sem energia elétrica.

De acordo com os autos do processo, o engenheiro agrônomo e um colega de trabalho estavam em uma propriedade rural na região da queda do poste quando sofreram com a descarga de 36.000 volts. A descarga foi provocada pelo cabo de alta tensão que estava a pouco mais de um metro do chão, o agrônomo morreu e o colega de trabalho sofreu graves ferimentos e a amputação de um membro.

Segundo informações do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a esposa do engenheiro entrou com a ação e pediu indenização por danos materiais e morais, além de uma pensão no valor de dois terços do salário do marido. No processo, a empresa alegou não possuir responsabilidade pelo dano, que aconteceu devido a fatores climáticos, que provocaram a queda do fio de alta tensão.

“Compete à concessionária – sobretudo depois de receber reiteradas reclamações de usuários acerca de falha/interrupção de serviço numa mesma região, por mais de três dias – deslocar-se ao local e verificar se há risco iminente de danos a pessoa, bens ou ao funcionamento do sistema elétrico”, avaliou a juíza. A Justiça fixou a indenização por danos morais no valor de 700 salários mínimos, para a esposa e as duas filhas, além de R$ 2 milhões, mais os danos materiais com as despesas do funeral, no valor de R$ 10 mil.

Midiamax


principal  |  imprimir

Plantão

.
22/05/2018 - 14:51  Empresa inicia trabalhos de construção das bases habitacionais no Sidrolar
22/05/2018 - 09:53  Corpo encontrado carbonizado em assentamento é de homem de 73 anos
22/05/2018 - 09:04  Senador Moka libera mais duas emendas para área da saúde em Maracaju
22/05/2018 - 08:15  Criança de 11 anos é atropelada ao atravessar a Avenida Antero Lemes
21/05/2018 - 18:10  Bairro Jardim Pindorama receberá asfalto após anúncio de licitação
21/05/2018 - 13:49  Criminosos ligados ao PCC são presos durante tentativa de roubo ao Sicredi
21/05/2018 - 13:08  Homem de 25 anos é preso após resistir à revista e desacatar policiais militares
21/05/2018 - 09:23  Agência dos Correios foi invadida por marginais durante o último final de semana
21/05/2018 - 09:02  Sanesul anuncia troca de bomba e interrupção do fornecimento de água em bairros de Maracaju
21/05/2018 - 08:52  Homem leva oito tiros ao cortar árvore em frente de casa e sobrevive
21/05/2018 - 08:35  Combustível caro faz postos operarem com “meio tanque” para não fechar
21/05/2018 - 08:33  Greve de caminhoneiros tem adesão de pelo menos 19 mil em MS, diz sindicato
21/05/2018 - 08:31  Para roubar, usuário de droga mata “amigo” com golpe mata-leão
20/05/2018 - 22:28  Governo publica editais para especialistas, profissionais da saúde, PM e Bombeiros
20/05/2018 - 22:11  Combustível caro faz postos operarem com “meio tanque” para não fechar
20/05/2018 - 22:01  Motociclista é atendido por Bombeiros após colidir na traseira de carro no Centro
20/05/2018 - 21:48  Motorista perde controle e veículo com três ocupantes capota na BR-267
20/05/2018 - 20:27  Prefeitura fará projeto alternativo para reabrir Ginásio municipal de Esportes
20/05/2018 - 09:22  Morador do Eldorado é encontrado morto em mangueiro com sangramento na boca e no nariz
20/05/2018 - 07:38  Wellison Muchiutti confirma pré-candidatura a deputado federal pelo MDB
 
 











 
 
 



Contato:(067) 3272-3547
Email: jornalnoticidade@hotmail.com
© 2018 MD-webmarketing - Todos os direitos reservados