Home  | Notícias  | Expediente 

11 de Fevereiro de 2018 - 14:28

Estudo investiga se superstição motiva matança de tamanduás em MS




 
Uma pesquisa inédita desenvolvida em Mato Grosso do Sul investiga até que ponto a superstição da população interfere na matança desenfreada de tamanduás-bandeira no estado. Parece mentira mas, em pleno 2018, muitas culturas preservam o hábito de agredir esses animais por acreditar que eles “atraem” azar. 

Uma pesquisa inédita desenvolvida em Mato Grosso do Sul investiga até que ponto a superstição da população interfere na matança desenfreada de tamanduás-bandeira no estado. Parece mentira mas, em pleno 2018, muitas culturas preservam o hábito de agredir esses animais por acreditar que eles “atraem” azar. 

A exemplo de animais como o gato preto e sua relação com má sorte, em países como o Brasil, Bolívia, Colômbia e Costa Rica é muito forte a crença de que o tamanduá-bandeira é portador de mau-agrouro. 

“As crenças folcóricas levam a uma visão negativa da espécie”, explica a bióloga Mariana Catapani, à frente do projeto de doutorado “Da superstição à perseguição: os motivadores dos conflitos humano-fauna motivados por crenças de mau-agouro” pela USP (Universidade de São Paulo). 

O trabalho foi motivado pelo alto número de relatos de moradores de áreas rurais sobre a ligação do animal como símbolo de azar, bruxarias. 

“São quase dez anos conversando com trabalhadores rurais. Há superstição de que se encontrar um tamanduá antes da pescaria, não terá peixe algum, ou que se o bicho aparecer no meio do caminho, é melhor voltar para casa”, explica. 

A bióloga pretende realizar 300 entrevistas, Já foram ouvidos cerca de 70 trabalhadores rurais no Cerrado e Pantanal e mais de 80 caminhoneiros no estado.

Atropela de propósito- “Acreditamos que muitos atropelamentos de tamanduás sejam intencionais, motivados pela crença de que se o animal atravessar na frente do carro, o condutor terá azar”, conta.

Vale ressaltar que o tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), consta na categoria “Vulnerável” da Lista Nacional das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção. As maiores causas do declínio das populações de tamanduás-bandeira são a perda e fragmentação de hábitat, queimadas e caça.

“Como a espécie já é ameaçada de extinção, com baixo crescimento populacional, os atropelamentos propositais e perseguição humana contribuem para a retirada de mais indivíduos da natureza”, concluiu. 

Em Mato Grosso do Sul, o animal está entre as espécies com maior incidência de atropelamentos nas rodovias. Entre 2013 e 2014, o tamanduá-bandeira foi a terceira espécie mais atropelada, depois do cachorro-do-mato e do tatu-peba, com 135 carcaças encontradas. 

“O estudo investiga os fatores psicológicos e socioculturais associados à assimilação dessas crenças e como isso se desenvolve ao ponto de matar um animal. A compreensão desses fatores pode auxiliar em intervenções para a conservação dessas espécies”, acredita.

Campo Grande News



Comentários

  Nome:

  Email: seu email não será publicado!

Comentários:


principal  |  imprimir

Plantão

.
23/02/2018 - 17:35  De imediato, autoridades garantem reforço de apenas cinco militares e uma viatura
23/02/2018 - 16:58  Prefeitura Municipal fará prestação de contas públicas na próxima terça-feira
23/02/2018 - 16:03  Com sede própria, Agraer pretende reduzir custos e melhorar atendimento
23/02/2018 - 15:00  Gerente de empresa de materiais é ameaçado por cliente ‘insatisfeito’
23/02/2018 - 09:43  Polícia de Dourados prende quadrilha que planejava furto a Agência dos Correios em Sidrolândia
23/02/2018 - 09:27  Polícia detém trio envolvido no furto de três motocicletas em Maracaju
22/02/2018 - 16:30  Projeto sobre obra do Aquário deve chegar semana que vem, diz Rinaldo
22/02/2018 - 16:29  PF fará teste para identificar se letra de ex-assessor de Odilon foi falsificada
22/02/2018 - 16:28  "Perdeu sanidade", diz Marun ao anunciar demissão de chefe da Sudeco
22/02/2018 - 16:25  1º Circuito de Basquete 3X3 abre eventos do Basquete em Maracaju
22/02/2018 - 16:20  Alunos perderam dia de aula por causa de atoleiro em estradas vicinais
22/02/2018 - 15:33  Motorista que saiu de Maracaju é preso com 4 mil kg de maconha ‘mocada’ em carga de milho
22/02/2018 - 10:39  Deputado Márcio Fernandes viabiliza nova ambulância para Sidrolândia
22/02/2018 - 09:34  Prefeitura realiza preparação de área que receberá 51 residências
22/02/2018 - 09:14  Mulher vai cobrar aluguel e é ameaçada por inquilino no Bairro São Bento
21/02/2018 - 17:09  Cooperativa Sicredi arrecada donativos para Aquidauana e Bonito
21/02/2018 - 15:29  Carretas colidem na rodovia MS-162 entre Maracaju e Sidrolândia
21/02/2018 - 13:56  Energisa realiza ação de combate ao furto de energia em Maracaju
21/02/2018 - 13:49  Proprietário é surpreendido ao chegar à fazenda e notar furto de colheitadeira
21/02/2018 - 11:39  Sanesul faz rebaixamento de rede e interrompe abastecimento de água
 
 











 
 
 



Contato:(067) 3272-3547
Email: jornalnoticidade@hotmail.com
© 2018 MD-webmarketing - Todos os direitos reservados