Home  | Notícias  | Expediente 

12 de Novembro de 2017 - 22:23

‘Lutei até o fim’, diz jovem que usou artes marciais para evitar assalto




 
Apesar de não ser o recomendado a atendente Thays Bagatolli, uma jovem sorridente e tímida de 23 anos, se defendeu de uma tentativa de assalto, na manhã da última sexta-feira (10) , no bairro Santo Amaro, em Campo Grande. Ela lutou com um ladrão que tentou roubá-la quando se dirigia ao ponto de ônibus.

Eram 6h quando ela saiu de casa para ir ao trabalho. “Eu tinha andado uma quadra e quando fui cruzar a rua, vi que um homem vinha pela rua transversal. Percebi que ele ia continuar, mas veio atrás de mim. Quando olhei vi que ele vinha correndo e não deu tempo de fugir”, conta ela.

Como ela não teve tempo de escapar, seu primeiro pensamento foi se defender. “Ele chegou perto, colocou a mão na cintura e falou que tava armado, mas vi que não tava porque era muito magro e a roupa era justa. Falei que não ia entregar nada, mas ele pegou o celular do meu bolso e eu segurei. Com uma mão eu tava puxando o celular e com a outra eu dava socos e chutava também. Acho que lutamos por quase um minuto”, detalha.

Ela não imaginava que uma escolha feita quando era criança poderia ajudá-la quando adulta. Quando criança não quis fazer balé; preferiu ter aulas de artes marciais junto com seus irmãos. “Com certeza que eu usei algumas técnicas de luta. Na hora só fiz o que aprendi. Foi tudo muito rápido. Comecei a chutar e a bater. Realmente ajudou. Acho que isso deixa a gente mais destemido, com coragem”, analisa a jovem.
“Eu não deveria ter feito, sempre falam para não reagir. Mas como ele não estava armado e era magricelo, vi que tinha oportunidade, vi que eu era mais forte que ele”, acrescenta, deixando claro que não se deve reagir em assaltos.

Thays continua contando que ele desistiu do celular e tentou puxar a bolsa, mas o chinelo que ele calçava arrebentou e quase caiu. Ela continuou a chutar e bater, mas ele desistiu e correu. Neste instante ela correu em direção ao ponto de ônibus, assustada.

“Nunca sofri tentativa de assalto. Fiquei em estado de choque. Preferi correr em direção ao ponto porque lá tinha mais pessoas e fiquei com medo de voltar para casa e ele saber onde eu moro”, relata.

Da tentativa de assalto, Thays sofreu alguns arranhões no braço, um rasgo na blusa e no bolso da calça. Para outras mulheres que passarem por essa experiência, ela desaconselha a reação, mas ela recomenda que todas tomem aulas de defesa pessoal ou artes marciais.

Midiamax



Comentários

  Nome:

  Email: seu email não será publicado!

Comentários:


principal  |  imprimir

Plantão

.
22/11/2017 - 08:51  Polícia Civil e Militar realizam operação conjunta para coibir marginalidade
22/11/2017 - 08:03  A pedido de Jean e Marcelo, deputados garantem o repasse de R$ 4 milhões a Sidrolândia
21/11/2017 - 15:04  Fronteira recebe mais de 800 militares durante Operação Ágata
21/11/2017 - 15:03  Para a PF, organização patrocinava futebol de MS para lavar dinheiro
21/11/2017 - 15:02  PF cria canal para que vítimas denunciem quadrilha de golpistas
21/11/2017 - 15:01  Produtor rural é multado em R$ 10 mil por desmatar área protegida em Bonito
21/11/2017 - 14:45  Travesti assassinada com 9 facadas em Dourados era moradora de Maracaju
21/11/2017 - 11:02  Prefeito Maurílio faz entrega de novos veículos para duas Secretarias
21/11/2017 - 10:01  Ex-jogador Viola estará em Sidrolândia em comemoração aos 64 anos
21/11/2017 - 09:12  Homem com faca ameaça matar namorada, mas ajoelha e pede perdão ao avistar policiais
21/11/2017 - 08:33  Alto nível do Municipal de Basquete de Maracaju chama atenção no estado
20/11/2017 - 16:15  Carnaval fora de época ‘Black White’ será realizado no dia 16 de dezembro
20/11/2017 - 15:46  Maracaju pode ser pentacampeão da Copa Assomasul no próximo sábado
20/11/2017 - 09:08  Índice de roubos e furtos continua alto e operação da Cigcoe está prevista para Sidrolândia
20/11/2017 - 07:10  Caminhão é incendiado no Bairro São Bento e mobiliza Corpo de Bombeiros
20/11/2017 - 06:27  Prefeito percorre pessoalmente assentamentos e faz atendimentos médicos
20/11/2017 - 05:50  Energisa está proibida de cobrar taxa de religação de energia em MS
20/11/2017 - 00:59  Adolescente é ferido a tiros no rosto e levado em estado grave para hospital
20/11/2017 - 00:59  “Posso te dar um agrado”, preso tenta subornar agente e acaba isolado
20/11/2017 - 00:58  Travesti morta com 9 facadas é identificada pela polícia
 
 











 
 
 



Contato:(067) 3272-3547
Email: jornalnoticidade@hotmail.com
© 2017 MD-webmarketing - Todos os direitos reservados