Home  | Notícias  | Expediente 

09 de Novembro de 2017 - 08:38

Em Maracaju, homem que assassinou mulher com 20 tiros é condenado a 22 anos de prisão




Jorge Backes, 43 anos, foi condenado a 22 anos de prisão, em regime fechado, por matar a mulher, Lucimar Luiza da Conceição Lima, 36, na frente do filho da vítima.

O Feminicídio aconteceu em 2015, em Maracaju, e o julgamento foi realizado ontem na 1ª Vara Cível e Criminal do município.

Conforme a denúncia, no dia 29 de maio de 2015, a mulher foi com o filho até a fazenda São Gerônimo para pegar alguns de seus pertences, já que estava se separando do acusado. Ao entrarem na casa, ela informou Backes que o deixaria e solicitou apoio do filho para desmontar um roupeiro que estava no quarto.

Quando retornou para a sala, Lucimar foi surpreendida pelo acusado, que segurava uma espingarda calibre .22 e efetuou vários disparos contra ela. A Vítima caiu em frente à porta do quarto onde o filho estava e o acusado chegou a apontar a arma na direção do rapaz, mas voltou a atirar várias vezes na mulher já caída ao solo.

Conforme os autos do processo, arma tem capacidade para 10 munições, mas foram encontradas mais de 20 perfurações no corpo da vítima, o que demonstra que ele recarregou a espingarda e continuou os disparos. Após o crime, acusado fugiu.

Em depoimento, Backes alegou que os disparos ocorreram por “acidente”, em razão de a vítima ter avançado sobre ele quando viu ele com a arma nas mãos.

Na decisão, o juiz Marco Antonio Montagnana Morais afirma que as circunstâncias do crime são negativas, porque o delito foi praticado na presença de um dos filhos da vítima, “que decerto carregará um trauma incontornável para o resto de sua vida”. Além do menino, a vítima tinha outros dois filhos pequenos.

Jorge foi condenado por homicídio qualificado contra mulher por razões da condição do sexo feminino (feminicídio). Segundo o Tribunal de Justiça, este é o primeiro caso de feminicídio julgado na comarca de Maracaju. A lei do feminicídio ataca diretamente a violência doméstica, ao estabelecer legalmente uma gravidade muito maior do crime contra a mulher pelo fato de ela ser mulher. Este tipo de crime ocorre principalmente em ambiente doméstico.

Luiz Ribeiro – Noticidade 



principal  |  imprimir

Plantão

.
17/10/2018 - 18:43  Na Capital, apresentadores do Rota Social encaram desafio do Bungee jumping
17/10/2018 - 16:58  Prefeitura auxilia PRF com serviços na nova Unidade Operacional
17/10/2018 - 16:31  Administração vistoria estradas vicinais para continuar serviços de manutenção
17/10/2018 - 16:11  Petista, vereador Jean Nazareth surpreende e anuncia apoio ao PSDB para governo do estado
17/10/2018 - 16:09  Vereador Ganso indica moção de pesar pelo falecimento de Pedro Malagoli
17/10/2018 - 07:37  Colisão frontal com carro deixa motociclista ferido no Bairro São Bento
16/10/2018 - 15:21  Prefeitura realizou reunião sobre Resolução de matrículas a partir de 2019
16/10/2018 - 15:06  Em Sidrolândia, Bailão Sertanejo terá show com Alex e Yvan no sábado
16/10/2018 - 14:58  Durante cumprimento de mandado, Polícia Civil apreende pistola 380
16/10/2018 - 13:59  DOF recupera veículo furtado em MG e apreende 105 kg de maconha
16/10/2018 - 13:53  Segundo turno: Pesquisa aponta Reinaldo Azambuja com 57% e Odilon de Oliveira com 43%
15/10/2018 - 18:04  Em Maracaju, DOF recupera veículo furtado que seguia com 105 kg de maconha
15/10/2018 - 16:29  Judoca de Maracaju agradece torcida após conquistar 2º lugar no nacional
15/10/2018 - 15:48  Prefeitura de Maracaju homenageia professores da Rede Municipal
15/10/2018 - 13:05  Maracaju estreia no dia 27 pela Série B do Estadual de Futebol
14/10/2018 - 22:31  Sejel Sidrolândia é Campeã do Campeonato Estadual Sub-17
14/10/2018 - 21:48  Segunda vítima de acidente na BR-060 continua internada em estado grave na Santa Casa
14/10/2018 - 21:07  Após denúncia, homem é flagrado pela PM com ‘trouxinhas’ de maconha
14/10/2018 - 20:06  Polícia Civil identifica autores de tentativa de homicídio em Maracaju
14/10/2018 - 18:17  Mulher de Puccinelli ameaça fazer delação premiada, afirma colunista
 
 











 
 
 



Contato:(067) 9 9658 0765
Email: jornalnoticidade@hotmail.com

© 2018 MD-webmarketing - Todos os direitos reservados