Home  | Notícias  | Expediente 

09 de Novembro de 2017 - 08:38

Em Maracaju, homem que assassinou mulher com 20 tiros é condenado a 22 anos de prisão




Jorge Backes, 43 anos, foi condenado a 22 anos de prisão, em regime fechado, por matar a mulher, Lucimar Luiza da Conceição Lima, 36, na frente do filho da vítima.

O Feminicídio aconteceu em 2015, em Maracaju, e o julgamento foi realizado ontem na 1ª Vara Cível e Criminal do município.

Conforme a denúncia, no dia 29 de maio de 2015, a mulher foi com o filho até a fazenda São Gerônimo para pegar alguns de seus pertences, já que estava se separando do acusado. Ao entrarem na casa, ela informou Backes que o deixaria e solicitou apoio do filho para desmontar um roupeiro que estava no quarto.

Quando retornou para a sala, Lucimar foi surpreendida pelo acusado, que segurava uma espingarda calibre .22 e efetuou vários disparos contra ela. A Vítima caiu em frente à porta do quarto onde o filho estava e o acusado chegou a apontar a arma na direção do rapaz, mas voltou a atirar várias vezes na mulher já caída ao solo.

Conforme os autos do processo, arma tem capacidade para 10 munições, mas foram encontradas mais de 20 perfurações no corpo da vítima, o que demonstra que ele recarregou a espingarda e continuou os disparos. Após o crime, acusado fugiu.

Em depoimento, Backes alegou que os disparos ocorreram por “acidente”, em razão de a vítima ter avançado sobre ele quando viu ele com a arma nas mãos.

Na decisão, o juiz Marco Antonio Montagnana Morais afirma que as circunstâncias do crime são negativas, porque o delito foi praticado na presença de um dos filhos da vítima, “que decerto carregará um trauma incontornável para o resto de sua vida”. Além do menino, a vítima tinha outros dois filhos pequenos.

Jorge foi condenado por homicídio qualificado contra mulher por razões da condição do sexo feminino (feminicídio). Segundo o Tribunal de Justiça, este é o primeiro caso de feminicídio julgado na comarca de Maracaju. A lei do feminicídio ataca diretamente a violência doméstica, ao estabelecer legalmente uma gravidade muito maior do crime contra a mulher pelo fato de ela ser mulher. Este tipo de crime ocorre principalmente em ambiente doméstico.

Luiz Ribeiro – Noticidade 




Comentários

  Nome:

  Email: seu email não será publicado!

Comentários:


principal  |  imprimir

Plantão

.
21/11/2017 - 15:04  Fronteira recebe mais de 800 militares durante Operação Ágata
21/11/2017 - 15:03  Para a PF, organização patrocinava futebol de MS para lavar dinheiro
21/11/2017 - 15:02  PF cria canal para que vítimas denunciem quadrilha de golpistas
21/11/2017 - 15:01  Produtor rural é multado em R$ 10 mil por desmatar área protegida em Bonito
21/11/2017 - 14:45  Travesti assassinada com 9 facadas em Dourados era moradora de Maracaju
21/11/2017 - 11:02  Prefeito Maurílio faz entrega de novos veículos para duas Secretarias
21/11/2017 - 10:01  Ex-jogador Viola estará em Sidrolândia em comemoração aos 64 anos
21/11/2017 - 09:12  Homem com faca ameaça matar namorada, mas ajoelha e pede perdão ao avistar policiais
21/11/2017 - 08:33  Alto nível do Municipal de Basquete de Maracaju chama atenção no estado
20/11/2017 - 16:15  Carnaval fora de época ‘Black White’ será realizado no dia 16 de dezembro
20/11/2017 - 15:46  Maracaju pode ser pentacampeão da Copa Assomasul no próximo sábado
20/11/2017 - 09:08  Índice de roubos e furtos continua alto e operação da Cigcoe está prevista para Sidrolândia
20/11/2017 - 07:10  Caminhão é incendiado no Bairro São Bento e mobiliza Corpo de Bombeiros
20/11/2017 - 06:27  Prefeito percorre pessoalmente assentamentos e faz atendimentos médicos
20/11/2017 - 05:50  Energisa está proibida de cobrar taxa de religação de energia em MS
20/11/2017 - 00:59  Adolescente é ferido a tiros no rosto e levado em estado grave para hospital
20/11/2017 - 00:59  “Posso te dar um agrado”, preso tenta subornar agente e acaba isolado
20/11/2017 - 00:58  Travesti morta com 9 facadas é identificada pela polícia
20/11/2017 - 00:58  Após tentarem atravessar rodovia, homens são atropelados e um morre
20/11/2017 - 00:57  Corpo encontrado na fronteira seria de pistoleiro que executou criança em 2006
 
 











 
 
 



Contato:(067) 3272-3547
Email: jornalnoticidade@hotmail.com
© 2017 MD-webmarketing - Todos os direitos reservados